Contava minha Mãe que havia outrora "mulherzinhas" de virtude (mezinheiras), entendidas nos casos de falta de saúde nas pessoas.

Acontecia que muitas vezes as pessoas se encontravam com  a pele do

corpo alterada com borbulhas ou inchadas as mãos, etc. Recorriam então a essas mulheres, que lhes diziam logo: "isso foi mau ar", ou então: "isso é ar de bicho" . É preciso "cortar o ar", ou então "cortar o bicho" . E logo a mulher dava remédio, mas com boa paga.  A maneira de "cortar o ar" ou "cortar o bicho", dizia-se que era por meio de uma faca normal a passar e repassar com ela por cima da pele, dizendo uma lenga-lenga, que só ela, mezinheira sabia e com umas "rezas" se, nexo.

E o povo rude e ignorante acreditava firmemente. Costumes que actualmente acabaram, mas ainda há quem nisso creia. 

Costumes D'outrora

© PÉ DE MAR 2020 REGISTERED TRADEMARK  ALL RIGHTS RESERVED